Últimas reflexões

sobre o universo da logística

Conheça os desafios logísticos da área farmacêutica

Conheça os desafios logísticos da área farmacêutica

A área logística, na mesma proporção em que traz benefícios em prol do crescimento de uma empresa (quando a gestão é bem executada, obviamente), também é repleta de desafios. Esses percalços estão relacionados com as particularidades do setor da saúde, que exigem certificações e cuidados específicos com o manuseio, armazenamento e transporte das mercadorias. Por isso, hoje, apresentamos alguns dos principais desafios da logística na área farmacêutica, pontos que merecem atenção na elaboração das estratégias e controle das operações.

Armazenamento das mercadorias

A particularidade da área farmacêutica que impacta no processo logístico é o fato de que os seus produtos, que são medicamentos, vão interferir diretamente na saúde e qualidade de vida do consumidor final.

Por isso, não basta que eles cheguem às mãos desse consumidor. É necessário que estejam nas melhores condições.

O primeiro desafio diz respeito ao armazenamento: as mercadorias precisam ser estocadas seguindo com rigor as determinações do fabricante, quanto à temperatura, umidade, condições de pressão, exposição solar (ou ausência de) e todos os outros critérios que tenham alguma influência sobre a fórmula do medicamento, podendo alterar de alguma maneira o seu princípio ativo.

Por isso, não basta que os produtos fiquem organizados no estoque, é preciso que o espaço físico tenha condições de atender a esse tipo de critério.

Garantir condições adequadas de transporte

O mesmo vale para o transporte de medicamentos. Desde a indústria até o cliente final, é possível que haja um longo trajeto e temperaturas variadas. Dependendo da distância e do tempo que levará para ele ser percorrido, é necessário garantir que o compartimento de carga também atenda às condições necessárias, normalmente de refrigeração.

Se não houver esse tipo de cuidado, é possível que um lote inteiro de medicamento seja perdido, o que acarreta não apenas prejuízos financeiros, mas compromete o abastecimento, podendo deixar pessoas que precisam sem medicamentos.

Cumprimento de prazos estipulados

Todo produto perecível precisa obedecer aos prazos de validade, especialmente os medicamentos. Porque, depois do prazo, quem fizer uso da medicação pode ter algum efeito colateral ou simplesmente não ter mais a eficácia esperada. Por isso, o fluxo de mercadorias precisa sempre garantir tempo hábil para o produto chegar ao ponto de venda e ser comercializado até a data estipulada pelo fabricante.

Treinamento da equipe

O manuseio de medicamentos exige cuidados específicos que nem sempre são necessários em outros tipos de produtos. Por isso, mais um desafio da logística nessa área é garantir treinamento aos colaboradores, para que eles saibam qual é a forma correta de manipular a mercadoria, embalar e organizar no estoque sem causar nenhum tipo de prejuízo a ela.

Medidas contra roubos

Cargas de medicamentos, infelizmente, são muito visadas por saqueadores, por isso, esse é outro ponto que merece atenção. O transporte desse tipo de produto exige medidas de segurança, como um monitoramento 24h que permita identificar instantaneamente um desvio do itinerário. Também é recomendado evitar que o conteúdo da carga seja sinalizado externamente.

Vale lembrar que a vigilância sanitária tem normas bem rígidas no controle de medicamentos. Por isso, é essencial conhecer todas as determinações legais para garantir o seu cumprimento no fluxo logístico.

Sempre que houver um desvio de carga, as autoridades sanitárias devem ser comunicadas para evitar a comercialização de medicamentos clandestinamente.

Como manter a Qualidade na sua operação logística

Aproveite e baixe nosso eBook. 

Ficou alguma dúvidas sobre a logística farmacêutica? Agende um horário e conversamos por telefone ou video conferência. Aguardo seu contato.

transporte de medicamentos